Skip to content

Mês: outubro 2016

A importância do motoboy rj no e-commerce

Em 2009 a partir do dia 4 de Agosto a profissão de motoboy rj , ou moto fretista, foi regulamentada pelos órgãos responsáveis. A partir desta data eles deverão comprimir medidas previstas pela Lei 12.009/2099, Resoluções do Conselho Nacional de Trânsito (CONTRAN-350 e 356) e correlatas (RES. CENTRAN 12/2011 e Portaria Detran 3086/2011), como a utilização de equipamentos individuais de proteção, como por exemplo, o capacete, possuir um curso especializado na profissão, e a placa na categoria correta, que neste caso seria de aluguel (na cor vermelha) e os demais equipamentos de segurança que evitam acidentes como o corta-pipa um dos principais causadores de acidentes de motoboys.

entregas-rapidas-rj

O motoboy para exercer a profissão precisa atender as seguintes exigências:

– Deverá ter no mínimo 21 anos de idade e possuir a habilitação na Categoria A (para motociclistas), há pelos menos dois anos.

– Curso especializado para profissionais de motofretista.

– Registro na categoria de aluguel (placas vermelhas) como citado no texto acima.

– Instalação de protetor de pernas, fixado no chassi do veículo, para proteger a perna do condutor em caso de tombamento, ou ataque de cachorros, e a instalação de aparador de linha, que funciona como uma antena corta-pipas com a função de proteger o motoboy de acidentes, conforme a regulamentação da CONTRAN.

– Verificação semestral dos equipamentos obrigatórios e de segurança, como a instalação de dispositivos para transportes de cargas de acordo com a norma regulamentadora da CONTRAN.

– A cada cinco anos o motoboy passará por uma reciclagem de conhecimentos e habilidade específica, atualizando-o em relação à legislação de trânsito vigente.

As multas que os motoboys podem sofrer são:

– Art. 231. Transitar com o veículo:

VIII – Efetuando transporte remunerado de pessoas ou bens, quando não for licenciado para este fim, salvo casos de força maior ou com permissão de uma autoridade competente. Infração média, multa no valor de R$85,12 reais e medida administrativa de retenção do veículo.

– Art.244. Conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor:

VIII – Transportando carga incompatível com suas especificações ou em desacordo com o previsto no art. 139- A desta lei.

IX – Efetuar transporte remunerado de mercadorias em desacordo com o previsto no art. 139-A desta Lei ou com as normas que regem a atividade profissional dos mototaxistas. É considerada infração grave com multa no valor de R$127,69 reais, com medida administrativa de apreensão de veículo para a sua regularização.

Se quiser conhecer um ótima empresa de motoboy clique aqui!

Serviços prestados

– Coleta e entrega de pequenos volumes

– Pagamentos em bancos

– Serviços em cartórios

– Distribuição de brindes e convites

– Troca de malotes entre filiais

– Coleta e entrega de documentos

– Despachos aéreos

– Distribuição de produtos vendidos via telemarketing

– Serviços diversos em despachantes

– Serviços diversos em órgãos públicos e privados

– Despachos de Correios

– Entregas de propostas

– Entregas de cotações de preços

– Entregas de presentes

– Entregas e coletas de documentos contábeis

– Coletas de assinaturas em contrato

Contratar ou Terceirizar o serviço de Motoboy

Muitas empresas ficam em dúvida se esses serviços prestados pelos motoboys devem ser terceirizados ou se ela contratará um profissional com carteira assinada para mantê-lo fixo na empresa.

Contratar um profissional com carteira assinada valerá apena para empresa casa ela tenha um fluxo alto do tipo de serviço prestado por esse profissional.  A empresa terá que arcar com custos como vistoria da moto usada pelo profissional, utilização correta dos equipamentos de proteção individual, custo do combustível, seguro de vida. Todos esses custos valerão apenas somente se o fluxo da empresa for alto, e terceirizar este serviço sairá mais caro.

O profissional terceirizado liberta a empresa dos riscos que trazem contratar um profissional de motofrete. O motoboy terceirizado reduz os custos da empresa na folha de pagamento, décimo terceiro e férias, pois ele só pagará pelos serviços utilizados, o valor do serviço será negociado com a empresa de acordo com o serviço prestado, os ricos trabalhistas são arcados pela empresa prestadora de serviço sem vínculo empregatício. Disponibilidade de profissionais sem se preocupar com faltas e atrasos trazendo mais flexibilidade para a empresa e por último sem necessidade de investimentos como comprar uma moto, arcar com o combustível, e na maioria das vezes acabam tendo que investir uma infraestrutura de rastreamento por GPS, já que esse valor estará incluso no preço da corrida, e os equipamentos são da empresa que irá terceirizar o serviço.

O serviço de motoboy resumidamente, só trará benefícios para a empresa caso seu fluxo de serviços seja alto, ou diário. Em outros casos como o citamos acima no texto, se os serviços necessários pela empresa sejam em dias alternados, semanais, quinzenais ou mensais, os benefícios de optar pelo serviço terceirizado serão consequentemente maiores.

Lembre-se sempre de optar pelas empresas regularizadas com profissionais uniformizados, e que emitam notas fiscais. Contratam uma empresa de confiança, que respeitem o prazo solicitado pela empresa, e disponibilizem profissionais de confiança é essencial para que a experiência com um motoboy seja positiva.

Para saber mais ou contratar serviço visite:

 

 

Entenda um pouco sobre o trabalho de um Motoboy

Contratar um motoboy rj possui diversas vantagens, já que este profissional consegue oferecer serviços flexíveis com rapidez e segurança.

Além de ser uma profissão regulamentada os profissionais desta área realizam cursos profissionalizantes, assim como são semestralmente fiscalizados para que estejam sempre atualizados e de acordo com as normas de trânsito.

No texto a seguir, explicaremos mais a respeito das legislações, da profissão e das vantagens de terceirizar ou não este tipo de serviço:

servicos-de-motoboy

Motoboy é um profissional também conhecido por moto frete, que através de um meio de transporte, motos de modelos variados, realiza serviços terceirizados. Ele entrega e distribuí diversos tipos de objetos, documentos fazendo o fretamento destes.

Essa profissão surgiu na década de 1980, a necessidade de transportar objetos com rapidez e com um bom custo x benefício nos grandes centros urbanos fez com que a profissão surgisse e fosse regularizada. Ser motoboy exige do profissional rapidez, agilidade, comprometimento, e longas jornadas de trabalho. O profissional desta área deve ser confiável e ter responsabilidade já que transporta objetos e documentos de terceiros.

O motoboy poderá transportar todos os tipos de documento desde que a quantidade caiba dentro do baú, que comporta um peso máximo de 20kg, objetos do tamanho máximo de 40x40x30, produtos e documentos liberados pela legislação,  entre outros. Objetos pontiagudos, e produtos frágeis devem ser evitados, é possível transporta-los somente se estiverem devidamente embalados, para que não se quebrem ou provoquem acidentes. Antes de pedir o transporte desses produtos pergunte ao motoboy se ele ou a empresa estão de acordo.